____ junho 20, 2017 ____

3 ANOS DE SABOR DIÁRIO! YAY!

Have fun on

Quando eu comentei aqui em casa que o Sabor Diário estava fazendo 3 anos, a reação da minha irmã foi: “Já?”. Engraçado que a sensação dentro de mim era outra: ainda. Parece que o Sabor Diário existe há mais tempo pra mim, porque ele existiu durante muito tempo na minha cabeça (e em anotações em caderninhos e bloquinhos, que eu adoro uma papelaria, né?). Demorei um tantinho pra tirar o projeto do papel e transformar em algo mais concreto, o blog, no caso. Um blog despretensioso para falar sobre alimentação já que eu pareço escolher livros, filmes, séries, lugares e até cursos, só porque eles tocam de alguma forma no fator comida. Agora, cursando a pós em jornalismo gastronômico, eu me questiono aonde eu quero chegar com esse espaço e que outros espaços o Sabor Diário pode ocupar.

Acho que as coisas começaram a se delinear quando eu passei para o curso técnico em alimentos integrado ao ensino médio na Federal de Química. Confesso que o que eu queria mesmo era o ensino médio gratuito, mas acabei me envolvendo com a área de alimentos, o que me fez querer estudar História da Alimentação. A graduação em história eu já queria fazer há muito tempo, mas o técnico em influenciou a relacionar as áreas. Foi difícil encontrar orientador para a minha monografia e encontrar a alimentação contemplada em alguma disciplina do curso, mas eu fui seguindo o meu caminho. Foi no início desse caminho, que começou em 2011, que eu comecei a esboçar um espaço pra falar sobre comida.

Quando uma amiga me falou do curso de extensão em jornalismo gastronômico eu já fui fazer pensando no Sabor Diário (e a experiência foi bem maior do que isso, como já escrevi aqui). Vejo a programação do cinema catando filmes que falem de alguma forma sobre comida e foi assim que eu acabei vendo Bistrô Romantique e descobri que eu adoro ir ao cinema sozinha. Fui a Bienal e pesquisei livros que falassem cobre comida. Fui chamada para o Circuito do Vinho e tive um acesso de ansiedade que dividi na terapia: o Sabor Diário sou só eu, como ir ao evento sozinha sendo tão antissocial? Cogitei não ir, mas fui e interagi (o vinho ajudou). Me juntei a uma engenheira (a Lourdes) e a uma nutricionista (a Denise) e apresentamos três vezes a oficina sobre História da Alimentação. Atualmente fazendo a pós em jornalismo gastronômico, percebo que parte das minhas anotações durante as aulas são pensando nesse espaço, porque eu escuto uma coisa e fico louca de vontade de dividir. Não sei o quanto disso eu de fato registrei aqui e, sinceramente, não acho que tenha sido muito. Volta e meia eu me pergunto o que eu quero com o Sabor Diário e, após muito tempo sem saber responder, hoje eu diria que o eu quero é – como naquela citação famosa sobre a utopia – caminhar. E até que eu tenho caminhado, né?

__ Comentários via Facebook __

__Comentar via blog __