____ dezembro 03, 2015 ____

Chef

Quando o filme Chef (Chef, 2014) estava em cartaz nos cinemas, eu imaginei que fosse um filme com uma proposta mais alternativa. Até acho que estava certa, porque era uma direção de Jon Favreau de menor orçamento, tendo em vista que ele dirigiu o sucesso dos filmes do Homem de Ferro com o Robert Downey Jr. Mas agora que finalmente assisti ao filme, diria que ele é bem sessão da tarde. Não tem nada de diferente ou irreverente, é uma história bem simples e previsível, mas que distrai e diverte.

chef-poster

Carl Casper trabalha num restaurante reconhecido, mas com uma visita marcada por um blogueiro gastronômico bastante influente, decide inovar no cardápio. Impedido pelo dono do restaurante de colocar em prática seu lado artístico e sua criatividade na cozinha, o chef acaba detonado pelo crítico gastronômico. O que acontece a partir disso é o declínio de sua imagem ao ser duramente criticado e ainda se tornar um viral na internet. O chef desempregado decide dar ouvidos à sua ex-mulher e cair na estrada, com um foodtruck de comida cubana. Junto à sua história profissional, existe um drama familiar, com o mal resolvido fim de seu casamento e uma relação distante com o filho.

O filme tem três aspectos interessantes aqui para o blog: a relação do blogueiro que escreve sobre gastronomia com os chefs, os pratos típicos mostrados no filme quando o personagem embarca na culinária de influência latino-americana nos EUA e a visão hierarquizada de um chef que trabalha em um restaurante e considera desvalorização vender comida em um trailer.  Não gostei do desfecho com o blogueiro e achei a relação com a ex-mulher pouco explorada, mas a parte profissional do personagem principal, sobretudo quando está na estrada, é bastante interessante de assistir. A gente termina o filme com vontade de comer e cozinhar.

__ Comentários via Facebook __